Como abrir crediário em praças com inadimplência alta?

Quer saber como abrir um crediário em praças com inadimplência alta? Acompanhe a leitura completa do artigo desta semana do Meu Crediário e saiba mais sobre isso.

Abrir um crediário em praças com alta inadimplência pode ser um desafio para empresas e instituições financeiras. A inadimplência, que representa o não pagamento das dívidas, é um problema que impacta diretamente a saúde financeira das empresas e a confiança no sistema de crédito.

No entanto, é possível adotar estratégias e medidas para evitar o risco e garantir a sustentabilidade do crediário.

Para entendermos mais sobre o tema, confira o artigo completo que nós vamos te mostrar o quanto é possível abrir um negócio e manter a saúde financeira em dia.

Boa leitura!

 

ABRIR CREDIÁRIO EM PRAÇA COM INADIMPLÊNCIA ALTA: É POSSÍVEL?

Recentemente, eu estive participando de um curso do Ermelino Espíndola (PAGL) em Salvador (curso que indico fortemente para todos os donos de loja).

Durante o café, eu tive oportunidade de conversar com alguns lojistas de maior porte e eles comentaram que evitam abrir lojas que oferecem o método de pagamento no crediário na região de Salvador por ter um histórico de alta inadimplência, inclusive algumas redes de lojas quase quebraram no passado por conta do risco da praça.

O primeiro ponto é que tentei compreender um pouco melhor as objeções destes lojistas, apresentei também uma modelagem que, com base na minha experiência, faria sentido “testar a praça novamente”.

Então, se você quer saber como abrir crediário em praças de maior risco, saiba que é possível, mas é importante estar atento ao perfil de risco dos clientes, além de manter um processo consistente de limite de crédito.


Lembre-se: uma das abordagens mais importantes para lidar com a inadimplência em praças com alta taxa é realizar uma análise de crédito criteriosa.

Nesse processo, é essencial verificar o histórico financeiro do cliente, considerando sua capacidade de pagamento, renda e histórico de crédito.

Além disso, é recomendado estabelecer limites de crédito adequados para cada cliente, levando em conta sua capacidade de pagamento e a parcela da renda que poderá ser destinada ao pagamento das prestações.

Dessa forma, é possível reduzir bastante o risco de inadimplência e garantir que o crediário seja acessível para os clientes, ao mesmo tempo em que se preserva a saúde financeira da empresa ou instituição financeira.

Assista o vídeo abaixo e veja as dicas exclusivas sobre Como abrir Crediário em praças com alta inadimplência, no canal do Youtube do Meu Crediário:

6 DICAS DE COMO ABRIR CREDIÁRIO EM PRAÇAS COM MAIS INADIMPLÊNCIA:

1. MANTENHA UMA ANÁLISE DE CRÉDITO CONSERVADORA:

Como a praça apresenta maior risco, é importante ser mais conservador nos primeiros meses, trabalhando apenas com os clientes topo da pirâmide (A e B) .

Nos primeiros meses você vai perceber que irá negar uma quantidade significativa de vendas, mas isso é importante para que você possa testar a praça e ter também consciência do tamanho do mercado que pode ter se fizer um bom trabalho nesse momento de teste.

 

2. DEFINA UM LIMITE DE CRÉDITO E PARCELAMENTO:

Neste primeiro momento, opte por limites de créditos menores e parcelamentos mais curtos.

Sugiro que o limite seja, no máximo, 2x o ticket médio da loja (Ex. ticket médio de 200, limite máximo da loja de 400). O parcelamento também sugiro que você trabalhe exclusivamente com entrada e no máximo em 3x (1 + 3). Você pode até perceber algumas vendas perdidas ou clientes questionando limite.

Aqui vale destacar, mais uma vez, que é um momento de testes e seu time comercial precisa estar ciente disso, além de explicar aos próprios consumidores que a loja está estruturando o crediário.

3. CONSULTA AO SPC, SERASA, SCPC E AFINS:

Essa é uma parte que não tem choro. É fundamental consultar todos os clientes, sistematicamente, em todas as vendas. Tanto clientes novos, quanto os clientes tradicionais.

Agora não é o momento de economizar, é o momento de testar a praça e verificar a viabilidade de aumentar as suas vendas. Tenha todo este processo inicial como um investimento.

 

4. ORGANIZAÇÃO E CARNÊ:

Se você já tem crediário em alguma loja, provavelmente já possui um modelo de carnê com regras claras de como funciona multa e juros por atraso, bem como as informações necessárias para negativar o cliente em caso de inadimplência.

Se você precisar, pode baixar um modelo como este clicando aqui.

 

5. COBRANÇA DE INADIMPLENTES:

Mantenha o monitoramento da carteira de cliente e mantenha a cobrança ativa. Processos bem estruturados de cobrança irão mostrar a seriedade da sua loja para os clientes.

📘 Descubra os segredos do sucesso na cobrança em lojas de varejo! Baixe nosso eBook “Como Gerenciar a Cobrança em Lojas de Varejo” e aprenda técnicas avançadas para recuperar créditos. Saiba quando negociar, como usar o telefone e reduzir a inadimplência.

6 – MANTENHA AS REGRAS ANTERIORES POR 6 MESES:

A constância nas regras citadas acima vão te levar a um caminho com mais segurança para lidar com a inadimplência. 

No próximo artigo, vou explicar o motivo de todas essas estratégias. Se você seguir essas dicas, sem precipitação, você certamente irá perceber que existe condição sim de abrir crediário em diversas praças de maior risco.

O que é preciso, nestes casos, é entender de forma a dinâmica da praça. Lembre-se sempre que existem bons clientes para comprar no crediário em todas as cidades deste nosso imenso país.


Gostou de saber mais sobre isso? Então não perca mais tempo gerenciando seu crediário de forma manual e arriscada. 
Entre em contato com nossa equipe de especialistas e descubra como o Meu Crediário pode transformar o seu negócio.


E não deixe de conferir 
nosso blog e redes sociais, onde compartilhamos dicas e insights valiosos para ajudar você a impulsionar suas vendas e se destacar no mercado

Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!

Assine e receba nossos conteúdos exclusivos

Receba conteúdos completos sobre gestão de crediário, análise de crédito e mais.

Siga o Meu Crediário nas redes sociais

Você vai se interessar também